Do Abandono À Permanência: Em Exame As Universidades Comunitárias Catarinenses

O estudo que ora se apresenta situa-se no campo da educação, especificamente, ao que se refere ao ensino superior e às políticas de permanência de estudantes. A pertinência da investigação é revestida de relevância pela ausência de informações, ou de informações acessíveis, no sistema catarinense de...

Descripción completa

Autores Principales: Anacleto Voos, Jordelina Beatriz, Costa Morosini, Marília
Formato: Artículo
Idioma: Español
Publicado: Universidad Tecnológica de Panamá 2016
Materias:
Acceso en línea: http://revistas.utp.ac.pa/index.php/clabes/article/view/1412
http://ridda2.utp.ac.pa/handle/123456789/1500
Sumario: O estudo que ora se apresenta situa-se no campo da educação, especificamente, ao que se refere ao ensino superior e às políticas de permanência de estudantes. A pertinência da investigação é revestida de relevância pela ausência de informações, ou de informações acessíveis, no sistema catarinense de educação superior. Considerou-se, ainda, que o ensino de graduação tem se mostrado de grande importância, no contexto brasileiro e catarinense, no que tange ao financiamento, à expansão e à inclusão. Entretanto, de acordo com os censos da educação superior, o fenômeno da evasão e ou de abandono dos estudantes, ainda, constitui um problema. A investigação caracteriza-se como uma pesquisa documental. Foi feito o levantamento de documentos produzidos por 10 universidades comunitárias, catarinenses, filiadas à Associação Catarinense das Fundações Educacionais sobre políticas de permanência dos estudantes nos cursos de graduação. As técnicas para coleta de dados foram: seleção de documentos, análise, interpretação e contextualização dos dados. À luz do exposto, constituíram-se três dimensões: modelos organizacionais, formação e qualidade social e políticas de atendimento aos discentes, tornando-se possível descrever os resultados. Constatou-se que, apesar dos esforços dos gestores, das IES pesquisadas, o planejamento e a execução de ações para responder às pressões das demandas e a ênfase nas necessidades assistenciais dos estudantes, têm provocado o distanciamento entre a base de formulação e de execução de políticas voltadas à permanência dos estudantes nos cursos de graduação. Nesse sentido, ficou evidente a necessidade de constituição de outra agenda para as universidades comunitárias, redimensionando as ações institucionais, para conter o abandono na Associação Catarinense das Fundações Educacionais - ACAFE.